Cuidados

Saúde dos Samoiedas!!!



 

Os samoiedas são geralmente saudáveis e bem ajustados para compartilhar suas vidas com seus companheiros humanos. Com bons cuidados, nutrição e exercícios, a expectativa de vida do Samoieda é de dez anos ou mais. Um cuidado que os donos de Samoiedas precisam compartilhar com seu veterinário é que os samoiedos têm mais freqüentemente reações adversas a medicamentos que contenham sulfa. É aconselhável que os registros médicos do seu cão sejam sinalizados com uma nota para evitar drogas sulfa ou sulfonamidas.

É geralmente aceito que fatores ambientais, incluindo nutrição, influenciam o desenvolvimento de um filhote. Deslizar repetidamente em um piso de madeira ou vinil escorregadio pode trazer resultados desastrosos para um filhote ativo, assim como pode ficar em pé nas pernas traseiras. Essas situações devem ser cuidadosamente evitadas. Alguns filhotes demonstram tremendas habilidades atléticas e querem saltar sobre tudo que está à vista. Evite permitir isso. A maturidade depende da linha e do tamanho de sua família. Isso varia de acordo. Os pequenos Samoiedas tendem a amadurecer mais cedo. A idade geral de maturidade é entre dois e meio a três anos, até quatro anos anos. O desenvolvedor lento manterá sua beleza por muitos anos e poderá competir com os melhores no show ring aos sete e oito anos.

Pelagem!!!



Como o povo samoieda vive em um clima extremamente rigoroso, passando do frio mais glacial ao calor mais intenso, os seus cães têm de ter um isolamento natural: o pelo, que tanto os protege das intempéries como das temperaturas extremas. É interessante salientar que esse pelo está implantado em uma pele muito fina e não em uma espécie de couro, como nas raças de pelo curto. Para compreender como funciona a pelagem do Samoieda, deve se saber como é composta. Todos os cães árticos têm um pelo magnífico, mas o do Samoieda é francamente excepcional. Não só dá ao cão uma graça e uma elegância inegáveis como também é um verdadeiro espetáculo de funcionalidade, uma maravilha da natureza.

Em primeiro lugar por um subpêlo lanoso, muito fino, macio e espesso, que cobre todo o seu corpo (com exceção da cabeça e dos membros). Esse subpêlo varia de densidade conforme a estação, mais espesso no inverno e menos no verão, e conforme o clima (adapta-se, por exemplo, quando o cão vive em um país temperado). Durante os períodos de troca de pelo, isto é, na primavera e no outono, o subpêlo renova-se. O pelo antigo solta-se do corpo do cão e forma placas. São os únicos momentos do ano em que se torna necessário um cuidado mais especial.

Deve-se escovar o cão com uma escova metálica ,no mínimo três vezes na semana, o que vai acelerar a caída do pelo fazendo-o voltar rapidamente a um aspecto normal (caso contrário, passeará durante vários dias com a linha superior meio pelada, o que é bem pouco estético). A troca de pelos da fêmea também pode ocorrer três ou quatro meses após o parto.

O segundo elemento é o pelo externo (pelo de cobertura), que é liso, reto e áspero. O seu comprimento varia conforme a parte do corpo do animal. É muito curto na cabeça e na parte da frente das patas, e comprido no peito (formando uma juba muito vistosa, sobretudo nos machos), parte de trás das patas, coxas, traseiro e cauda (mas nunca exageradamente). O cão parece ter uma roupa adaptada para cada estação. A oleosidade do pelo é tão importante para o bem-estar dos cães árticos que eles só devem receber banhos em situações de real necessidade. Enquanto algumas das raças aparentadas são de cor escura, o Samoieda exibe um magnífico pelo branco de que todo o proprietário consciencioso cuidará regularmente. Mas o banho tem, infelizmente, alguns inconvenientes. O sabão e o shampoo destroem quase inevitavelmente o óleo da pele, retirando do cão uma proteção que é tanto mais importante quanto for demorada a sua regeneração completa (aproximadamente 15 dias). Para que isso seja evitado, recomenda-se um shampoo o mais suave possível e lavar o cão rapidamente(não necessitando de condicionador ou qualquer tipo de finalizador, caso sejam usados, seus pelos rapidamente ficarão oleosos e com aspecto sujo. Também se deve secá-lo e penteá-lo cuidadosamente. Ressaltando que os banhos deverão ser o minimo possivel, com sua oleosidade natural e uma boa escovada ja é o suficiente para mante-los limpos. Os exemplares de exposição tomam banho cinco ou seis dias antes da exibição. É claro que os outros têm de ser mantidos limpos, mas isso pode ser feito sem banho, utilizando um shampoo ou apenas escovando-os com frequência para evitar acumulação de sujeira. A alimentação tambem desempenha um papel importante no estado do pelo, e claro,os passeios diarios ajudam a tonificar seus musculos, mantendo-os em forma.











A Importância da Castração



A castração de cachorro envolve uma série de mitos e crenças mas, nos dias de hoje, esse procedimento é altamente recomendado pelos profissionais veterinários, já que traz muitos benefícios para os cães , impedindo a procriação, doenças e é tido como um grande aliado para a diminuição do nível de abandono de animais. No entanto, as suas vantagens vão muito além disso. A castração de cachorro é indicada quando o cão atinge a sua maturidade sexual – o que ocorre por volta de um ano de vida. Cachorros mais velhos também podem ser castrados sem complicações, Bastante rápida e simples, a cirurgia permite que o animal recupere a maior parte de suas atividades normais em cerca de 24 horas. Castrar é sinônimo de amor e respeito pelo animais.